Leitura em Bakhtin e Paulo Freire palavras e mundos PE57
-20%

Leitura em Bakhtin e Paulo Freire palavras e mundos

Ref.: PE57 Compra Segura

Edite Marques de Moura !@
Leitura em Bakhtin e Paulo Freire – Palavras e mundos. São Carlos: Pedro & João Editores, 2019. 193p.
ISBN 978-85-7993-746-0 [2ª edição]
1. Bakhtin. 2. Paulo Freire. 3. Leitura. 4. Pedagogia da Leitura. 5. Edite Marques de Moura. I. Título.
CDD – 410

R$ 40,00 R$ 32,00

Escolha uma opção

Produto indisponível

Edite Moura mostra aqui que sabe caminhar sem reduzir as palavras pronunciadas por Freire e por Bakhtin aos sentidos únicos que referendariam sua tese, e ao mesmo tempo que nos conduz pelos conceitos tomados como lugar de encontro dos dois autores – linguagem, palavra, consciência, comunicação, conhecimentos, conscientização, humanização, alfabetização, diálogo, dialogismo, interação – recuperando-os, com astúcia e perspicácia, desenha um quadro das propostas freireanas sobre a leitura. Não se pode deixar de notar, com a autora, que a leitura aparece desde sempre na obra de Paulo Freire, pois alfabetizar-se é libertar-se dos limites impostos pelas condições materiais efetivas para as interações possíveis, ultrapassando tempos e espaços da vida concreta, enriquecendo-a com a experiência passada e registrada para alavancar as transformações do presente segundo uma memória de futuro onde os homens se humanizam em suas relações constitutivas. Também não dá para deixar de ressaltar o fato de que em Paulo Freire a questão da leitura torna-se tema explícito a partir da obra Ação cultural para a liberdade. Outra lição implícita na obra do mestre: leitura, cultura e liberdade andam juntas.

Freire e Bakhtin comungam um ponto de partida: o homem é um ser de relações, portanto histórico, com tempo e espaço definíveis mas jamais delimitados: as fronteiras são limites a serem ultrapassados pelas transformações que a ação humana responsável é capaz de realizar. Um sujeito assim concebido, extremamente constrangido pelo seu tempo e espaço (entenda-se este como também social e histórico), mas não limitado às constrições porque capaz de imaginação, não é um sujeito individualmente potente: ele se constitui no seu espaço e a consciência que constroi em sua história é aquela que resulta de suas interações com a alteridade. A linguagem é a atividade constitutiva do homem e sua consciência. O diálogo, que não exclui a contraposição, a negação, a polêmica, é o caminho deste trabalho sem fim que nos faz sermos o que somos sem nos limitar a sermos sempre o mesmo: somos muitos com os muitos outros que nos rodeiam.

Aceitando este pressuposto de um processo histórico constitutivo do homem; e aceitando que a humanização do homem é produto da história e não tem um ponto de chegada pré-dado; e aceitando que a caminhada humanizante não é linear nem constante, com recuos (as muitas guerras estão aí para comprovar tal ponto de vista) e avanços que somente a perspectiva do grande tempo é capaz de detectar, os autores, com suas diferenças, acabam nos propondo não só uma compreensão dos processos, mas também um modo de agir – e apor nossa assinatura – nesta história sem fim de que, queiramos ou não, somos protagonistas.

Ler este livro exigirá responsabilidade do leitor: o engajamento dos autores de referência e o engajamento daquela que traça o bordado exigirão estudo e “estudar seriamente um texto é estudar o estudo de quem, estudando, o escreveu. É perceber o condicionamento histórico-sociológico do conhecimento. É buscar as relações entre o conteúdo em estudo e outras dimensões afins do conhecimento”, como nos ensinou Paulo Freire.

João Wanderley Geraldi

Aproveite Também

-30%

P de Professor

Jorge Larrosa; Karem Rechia !@
P de professor. São Carlos: Pedro & João Editores, 2018. 532p.
ISBN 978-85-7993-534-3
1. Dicionário Pedagógico. 2. Ofício de professor. 3. Trabalho em sala de aula. 4. Conversação entre professores. 5. Autores. I. Título.
CDD – 370
Tamanho 16 x 23

R$ 70,00 R$ 49,00

-20%

O movimento de ocupações estudantis no Brasil

Adriana Alves Fernandes Costa; Luís Antonio Groppo (Orgs.) !@
O movimento de ocupações estudantis no Brasil. São Carlos: Pedro & João Editores, 2018. 328p.
ISBN 978-85-7993-507-7
1. Movimento estudantil. 2. Movimentos de ocupação de escolas. 3. Ocupar e resistir. 4. Formação política. 5. Autores. I. Título.
CDD – 370

R$ 40,00 R$ 32,00

-20%

Metodologia narrativa de pesquisa em educação: uma perspectiva bakhtiniana

Autor Guilherme do Val Toledo Prado; Liana Arrais Serodio; Heloisa Helena Dias Martins Proença; Nara Caetano Rodrigues [Orgs.] !@
Ano de Publicação 2015
Páginas 213
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-301-1

R$ 40,00 R$ 32,00

-20%

A imaginação infantil: relações entre gêneros discursivos, desenhos e brincadeira de papéis sociais

Gislaine Rossler Rodrigues Gobbo; Stela Miller !@
A imaginação infantil: relações entre gêneros discursivos, desenhos e brincadeira de papéis sociais. São Carlos: Pedro & João Editores, 2019. 287p.
ISBN 978-85-7993-629-6
1. Desenvolvimento da imaginação. 2. Educação infantil. 3. Gêneros do discurso. 4. Papel social. 5. Autoras. I. Título.
CDD – 370

R$ 40,00 R$ 32,00