Bakhtin e o Círculo em fronteiras do discurso PE707725
-25%

Bakhtin e o Círculo em fronteiras do discurso

Ref.: PE707725 Compra Segura

Pedro Farias Francelino; Wilder Kleber Fernandes de Santana (Organizadores) !@
Bakhtin e o Círculo em fronteiras do discurso. São Carlos: Pedro & João Editores, 2019. 193p.
ISBN 978-85-7993-685-2
1. Estudos bakhtinianos. 2. Estudos do Discurso. 3. Fronteiras do discurso. 4. Discurso religioso. 5. Autores. I. Título.
CDD – 410

R$ 40,00 R$ 30,00

Escolha uma opção

Produto indisponível

APRESENTAÇÃO

 

Pedro Farias Francelino

Wilder Kleber Fernandes de Santana

 

 

Ser significa ser para um outro, e, por meio do outro, ser para si. Uma pessoa não tem nenhum território interno soberano, ela está sempre na fronteira; olhando para dentro de si, ela olha nos olhos de um outro ou com os olhos de um outro [...] (BAKHTIN)

 

Comumente, a palavra ‘fronteira’ denota demarcação, separação, limite. A nossa visão acerca da realidade – refratada, valorada pela linguagem em suas múltiplas manifestações – nos leva a uma percepção fragmentada do mundo, não nos permitindo ver que é no ato singular, responsivo e responsável do sujeito, que arte, vida e cognição se integram na unidade do ser, ou com diria o próprio Bakhtin (2006 [1979]), sobre a arte e vida não serem a mesma coisa, mas tornarem-se algo no sujeito, na unidade de sua responsabilidade.

O pensamento sobre a linguagem, postulado por Bakhtin e o Círculo, no conjunto de seus escritos – desde os mais programáticos até os mais sofisticados e bem desenvolvidos – tem como eixo norteador uma perspectiva de compreensão do mundo e dos sujeitos cujo centro é a alteridade, isto é, a constitutiva e indispensável presença de outrem em nossa existência. Nossa experiência discursiva, materializada nas mais multifacetadas semioses, sempre (re)encontram o outro na ininterrupta corrente da comunicação discursiva, surpreendendo-o em posições axiológicas múltiplas, às vezes até contraditórias, reverberando suas reminiscências e projetando seu devir, afinal, todo e qualquer sentido será concretizado em seu festivo retorno, e nisso consiste a questão do grande tempo! (BAKHTIN, 2006 [1979).

Bakhtin e o Círculo em fronteiras do discurso nasce com o propósito de promover o diálogo entre discursos de diferentes esferas discursivas, mediante a utilização de conceitos bastante produtivos do pensamento de Bakhtin, Volóchinov, Medviédev (e de outros autores) os quais podem iluminar – refletindo e refratando – a leitura de diferentes objetos discursivos. Nesse sentido, um conjunto de noções como dialogismo, alteridade, enunciado/enunciação, gênero discursivo, ideologia, autoria, estilo, polifonia, heterodiscurso, dentre outras, conduzem o olhar do leitor a uma análise instigante de diferentes fatos/fenômenos enunciativo-discursivos que, embora pareçam distantes no tempo e espaço, encontram-se na uni(ci)dade do ser/Ser.

As ideias do Círculo sobre a linguagem, muitas ainda do início do século XX, transcendem o grande tempo e nos possibilitam pensar, inclusive, questões que sequer podem ter sido imaginadas por esses pensadores, como aquelas relacionadas às tecnologias, à mídia, entre outras. Nesse sentido, os textos aqui apresentados disponibilizam ao leitor reflexões sobre enunciados que mantêm entre si, como traço de unidade, as relações dialógicas com outros discursos e o sujeito como alguém que está sempre em fronteiras, em convivência com o outro, partilhando um universo de ideias, sentimentos, emoções, desejos e vontades.

É nessa vetorialidade discursiva que esta coletânea, em seu primeiro volume, reúne textos de pesquisadores brasileiros com o intuito de reenunciar dizeres em perspectiva bakhtiniana, propondo o atualismo de escutas dialógicas e dizeres alteritários. Além dos cuidados metodológicos, vale frisar a sinergia teórico-analítica mobilizada, em que os autores se debruçam sobre temas circunscritos desde épocas remotas à pós-modernidade.

Esperamos, assim, que os leitores possam apreciar esta obra-enunciado, não apenas em ritos de concordância, mas em confrontos, em arenas discursivas, em orquestras de vozes. Que esses manuscritos possam provocar estudiosos a produzirem novos dizeres, assim como a instaurarem suas assinaturas em novas instâncias sócio-histórico-ideológicas.        

Aproveite Também

PARA UMA FILOSOFIA DO ATO RESPONSÁVEL

Mikhail Bakhtin !@
Ano de Publicação 2017
Páginas 160
Tamanho 12 x 21
ISBN 978-85-79930-09-6

R$ 35,00

3x de R$ 11,67 S/ JUROS

Escritas do cotidiano na Educação Infantil: modos de estar atentos a si e aos outros

Laura Noemi Chaluh; Keila Santos Pinto (Organizadoras) !@
Escritas do cotidiano na Educação Infantil: modos de estar atentos a si e aos outros. São Carlos: Pedro & João Editores, 2019. 95p.
ISBN 978-85-7993-679-1
1. Formação de professores. 2. Saberes da experiência. 3. Narrativas. 4. Alteridade. 5. Autores. I. Título.
CDD – 370

R$ 35,00

-25%

Bakhtin e a educação - a ética, a estética e a cognição 2ª edição

Autor Fabiana Giovani & Nathan Bastos de Souza !@
Ano de Publicação 2014
Páginas 186
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-220-5

R$ 40,00 R$ 30,00

Estudos e pesquisas com o cotidiano da educação das infâncias em periferias urbanas

Heloisa Josiele Santos Carreiro; Maria Tereza Goudard Tavares (Orgs.)
Estudos e pesquisas com o cotidiano da educação das infâncias em periferias urbanas. São Carlos: Pedro & João Editores, 2018. 297p.
ISBN 978-85-7993-490-2
1. Educação das infâncias. 2. Estudos do cotidiano da educação. 3. Educação em periferias urbanas. 4. Autores. I. Título.
CDD – 370

R$ 40,00