Pedro & João

Ir para o Conteúdo Principal »

Busca no Site

Você está agora em:

O discurso do outro na notícia: gênero do discurso, fotografia e objetividade

O discurso do outro na notícia: gênero do discurso, fotografia e objetividade

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

O discurso do outro na notícia: gênero do discurso, fotografia e objetividade

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$35,00
Acrescentar itens ao carrinho
OU

Descrição do Produto

     Este livro resulta da dissertação de minha pesquisa de mestrado desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de São Carlos, um trabalho realizado com muito apreço e que representou uma enorme conquista pessoal. Podendo dizer que se tratava quase de um sonho, mas daqueles que fogem do mundo onírico e que vêm fincar suas raízes na vida que se pode viver, o objetivo de tornar-me mestre começou lá na graduação do curso de Letras, quando eu participava do grupo de estudos da professora de Linguística, a Regina. As suas lições e o seu exemplo de comprometimento com o trabalho acadêmico sempre me inspiraram muito, por isso a ela são sempre agradecimentos. Aproveitando o ensejo, agradeço também aos professores Moacir e Arthur, que avaliaram a pesquisa e a dissertação e contribuíram bastante para seu desenvolvimento. Reitero também meus agradecimentos à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP, pela bolsa concedida para a realização da pesquisa. Quero ainda fazer aqui um agradecimento especial ao professor Miotello, que orientou e participou ativamente da realização desse trabalho, a ele meu muito obrigado. Resultando, como eu disse, da dissertação do mestrado, este livro apresenta de forma quase integral o que foi ali desenvolvido. As poucas mudanças refletem uma adaptação de gênero para tornar a leitura mais adequada ao público geral.

     Talvez se possa apontar como alteração mais substancial uma mudança terminológica, onde foi usado na dissertação o termo alheio para designar o discurso do qual o enunciador se apropria e manipula ou ao qual responde dialogicamente, neste livro é utilizada a locução do outro e algumas raras vezes de outrem. O termo alheio não deixa de carregar consigo certa negatividade, com os sentidos de ausência, indiferença, privação, impropriedade, ao passo que outro é sempre uma presença distinta que se contrapõe de forma manifesta ou subentendida. Penso que, a despeito das diferentes traduções, a expressão discurso do outro pode combinar melhor com a ideia de alteridade que se faz presente em todo o trabalho bakhtiniano, com a ideia desenvolvida na sua filosofia do ato de unicidade do ser evento e contraposição concreta entre o eu e o outro, em torno dos quais se distribuem os momentos concretos do existir.

     Quanto ao tema desenvolvido neste estudo, procurei investigar as formas de orientação para o discurso do outro no gênero do discurso notícia da grande imprensa brasileira. Foi possível perceber que na história desse campo de atividade, a introdução do paradigma da objetividade que se instalou a partir dos anos de 1950, coincidindo com um momento em que determinadas particularidades históricas, políticas e econômicas demandavam uma autoafirmação da grande imprensa, representou um fato bastante relevante. Esse paradigma introduziu importantes mudanças estruturais na composição do texto noticioso e, sobretudo, em relação ao discurso do outro que, desde então, tornou-se material privilegiado a ser articulado com a pretensão de isentar o enunciado jornalístico de qualquer avaliação sobre o fato noticiado. Além disso, esse processo também ocorreu num período em que as condições tecnológicas permitiam a reprodução da fotografia em grande escala, assim, a imagem fotográfica, já amparada em concepções cientificistas de objetividade mecânica, entrou como elemento de peso para sustentar os valores defendidos sob a determinação do paradigma da objetividade e, inclusive, condicionou práticas de produção e consumo da notícia. Partindo, então, dessas considerações, procurei investigar a relação estabelecida com o discurso do outro, considerando o signo verbal e o fotográfico, como elemento constitutivo do gênero do discurso notícia.

     A partir das análises foi possível identificar tendências de uso das formas sintáticas do discurso indireto e do discurso direto que correspondem à refração ideológica do paradigma da objetividade. Também foi possível compreender formas distintas de orientação da imagem fotográfica para o discurso citado que podem enfatizar ou atenuar as avaliações desse discurso, modificar o seu valor de verdade, fortalecê-lo ou enfraquecê-lo na hierarquia social dos valores, justificá-lo ou condená-lo moralmente, cientificamente, pragmaticamente, etc. Feita essa exposição de seus temas, desejo ao leitor deste livro que possa encontrar aqui bons diálogos que permitam suas próprias reflexões sobre o gênero do discurso notícia, sobre o papel do discurso citado e da imagem fotográfica nesse gênero. Boa leitura!

Informações Adicionais

Autor Carlos Alberto Turati
Ano de Publicação 2016
Páginas 287
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-303-5

Tags do Produto

Acrescentar suas Tags:
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.
 

Meu Carrinho

Você não tem itens no seu carrinho de compras.