Pedro & João

Ir para o Conteúdo Principal »

Busca no Site

Você está agora em:

Letramentos acadêmicos: contextos, práticas, percepções

Letramentos acadêmicos: contextos, práticas, percepções

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

Letramentos acadêmicos: contextos, práticas, percepções

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$45,00
Acrescentar itens ao carrinho
OU

Descrição do Produto

Apresentação

 

     Muito se tem publicado no Brasil sobre letramentos, desde que, há cerca de três décadas, esse conceito começou a ser discutido em nosso contexto acadêmico e educacional. O conceito foi sendo desdobrado e qualificado. Um desses desdobramentos é o tema deste livro: letramentos acadêmicos. Não vou, nesta apresentação, explicar o surgimento do que consideramos letramentos acadêmicos para não ser repetitiva, pois alguns artigos desta coletânea fazem isso com propriedade.

     Este livro foi pensado para divulgar um conjunto de pesquisas, que se situam nessa corrente, tanto pelas questões que discutem como pela fundamentação teórico-metodológica adotada. Alguns dos artigos, além de retomarem os pressupostos teórico-metodológicos dos letramentos acadêmicos, baseiam-se nos estudos bakhtinianos, articulando as duas teorias em suas análises. São pesquisas que foram discutidas, desenvolvidas, escritas, por integrantes do grupo de pesquisa “Escrita: ensino, práticas, representações, concepções”, por mim coordenado. Muitas foram desenvolvidas como teses de doutorado ou projeto de pós-doutorado, que tive a oportunidade de orientar nos anos mais recentes.

     Destaca-se desse contexto de produção, o artigo de Theresa Lillis e Mary Jane Curry, que abre o livro. São duas pesquisadoras que tivemos o privilégio de conhecer, cujos trabalhos têm sido inspiradores para nossas pesquisas. Esse artigo apresenta alguns resultados de uma longa pesquisa sobre como acadêmicos de países não anglófonos estão respondendo à demanda institucional acadêmica de publicarem em inglês, em periódicos internacionais bem avaliados. Sem dúvida, um tema que concerne a pesquisadores brasileiros também, em tempos de internacionalização do contexto acadêmico.

     O segundo artigo, de Ângela Francine Fuza, analisa os discursos oficiais que orientam as práticas de escrita acadêmica no contexto brasileiro. É um exemplo de análise de documentos que se baseia em conceitos advindos dos estudos do letramento, tendo como pano de fundo teórico a perspectiva dialógica da linguagem.

     O terceiro e o quarto artigos apresentam análises de práticas de letramentos desenvolvidas no contexto do PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência) de duas diferentes universidades. O artigo de Adriana Fischer, Aline Fernanda Guse e Mariana Vicentini mostra como, através de movimentos dialógicos com os conhecimentos acadêmicos e as práticas do projeto PIBID, duas acadêmicas participantes do PIBID de uma universidade catarinense inserem-se em práticas pedagógicas. O artigo de Lúcia de Fátima Santos apresenta como acadêmicas de Letras – professoras em formação inicial – se apropriam do letramento acadêmico a partir de práticas de letramento desenvolvidas no subprojeto Pibid Letras-Português de uma universidade brasileira. Foi realizada uma pesquisa longitudinal, em que os textos escritos pelas bolsistas foram analisados como parte do processo de formação docente.

     O quinto, sexto e sétimo artigos da coletânea apresentam análises de práticas de letramentos acadêmicos, com foco na escrita de estudantes universitários. O artigo de Eliane Aparecida Pasquotte-Vieira traz uma contribuição para as reflexões teórico-metodológicas sobre a aproximação entre a concepção dialógica da linguagem advinda dos estudos de Bakhtin e a etnografia em pesquisas sobre letramentos acadêmicos. A possibilidade dessa aproximação é explorada em um estudo de caso de um exame de qualificação de dissertação de mestrado. O artigo de Raquel S. Fiad apresenta a análise de uma prática de letramento acadêmico como modo de ilustrar uma possibilidade de contribuição teórica para as situações de escrita acadêmica ao conjugar a perspectiva dialógica da linguagem com os estudos de letramentos. É apresentado, através da análise de diários escritos por estudantes iniciantes de um curso universitário, como se dá a inserção desses alunos no contexto acadêmico. Em seguida vem o artigo de Eliane Feitoza Oliveira que discute os modos como estudantes universitários, oriundos de camadas sociais menos favorecidas, promovem o gerenciamento de vozes em gêneros acadêmicos. A autora mostra que, embora os estudantes não atendam, em suas escritas, às expectativas da academia em relação à escrita, estão em processo de inserção em práticas acadêmicas.

     Os três últimos artigos do livro têm em comum a tematização das tecnologias digitais no contexto dos letramentos acadêmicos. O artigo de Flávia Danielle Sordi Silva Miranda, a partir de uma perspectiva que defende a existência de relações dialógicas entre os letramentos promovidos na universidade e práticas interpostas por tecnologias digitais, discute se o trabalho acadêmico de pesquisadores brasileiros seria modificado pelo uso de tecnologias digitais. O artigo de Giovana Siqueira Príncipe apresenta resultados de pesquisa sobre a escrita de monografia no ensino técnico integrado ao ensino médio em que discute o uso da tecnologia nessa prática de letramento. Finalmente, o artigo de Marcela Lima apresenta uma análise dialógica do gênero review de tecnologia com base no uso de dois blogueiros entusiastas e divulgadores de tecnologias móveis que são também acadêmicos. A análise mostra como, no gênero em estudo, estão presentes diálogos com gêneros do contexto acadêmico.

     Acredito que a divulgação desses trabalhos mostra possibilidades iniciais de estudos dos letramentos acadêmicos no Brasil e o quanto existe a ser explorado, seja como contribuição teórica e metodológica, seja como análise de práticas acadêmicas envolvendo estudantes, professores, pesquisadores.

Campinas, outubro de 2016

Raquel Salek Fiad

Informações Adicionais

Autor Raquel Salek Fiad (Org.)
Ano de Publicação 2016
Páginas 357
Tamanho 16 x 23
ISBN 978-85-7993-351-6

Tags do Produto

Acrescentar suas Tags:
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.
 

Meu Carrinho

Você não tem itens no seu carrinho de compras.