Um ser expressivo e falante. Refletindo com Bakhtin e construindo uma leitura de vozes. PE49
-20%

Um ser expressivo e falante. Refletindo com Bakhtin e construindo uma leitura de vozes.

Ref.: PE49 Compra Segura

Autor Valdemir Miotello e outros !@
Ano de Publicação 2013
P√°ginas 182
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-162-8

R$ 25,00 R$ 20,00 Em até 3x de R$ 6,67 sem juros

Escolha uma opção

Produto indisponível
‚ÄúO nosso objeto √© um ser expressivo e falante‚ÄĚ. √Č assim que Bakhtin define o objeto de seu trabalho e tamb√©m o objeto das ci√™ncias humanas. Isso significa que, ao desenvolvermos atividades com a linguagem, n√£o trabalhamos com um objeto mudo. As ci√™ncias humanas s√£o as ci√™ncias do homem. Homem que fala. E homem que fala com outro homem que fala. Esse ‚Äúencontro de palavras‚ÄĚ impede a ‚Äúfalsa tend√™ncia para a redu√ß√£o de tudo a uma √ļnica consci√™ncia, para a dissolu√ß√£o da consci√™ncia do outro (do sujeito da compreens√£o) nela‚ÄĚ. N√£o h√° como se colocar a si mesmo no lugar do outro. N√£o h√° como perder o pr√≥prio lugar. A compreens√£o n√£o √© passar a linguagem do outro para a minha linguagem. Esse reducionismo n√£o √© o que se d√° no processo de compreens√£o. Um processo que se desse de tal forma apenas duplicaria a palavra. Da mesma forma n√£o h√° a possibilidade de na compreens√£o um dos lados inter-agentes impor seu ponto de vista. A possibilidade de mudan√ßa √© real, e na compreens√£o sempre h√° a ren√ļncia de pontos de vista j√° prontos. ‚ÄúNo ato de compreens√£o desenvolve-se uma luta cujo resultado √© a mudan√ßa m√ļtua e o enriquecimento‚ÄĚ. A concord√Ęncia-discord√Ęncia ativa estimula e aprofunda a compreens√£o. A palavra, tanto palavra outra quanto a palavra pr√≥pria, fica mais el√°stica e mais pessoalizada. A possibilidade de dissolu√ß√£o m√ļtua n√£o existe. Da mesma forma a mescla entre a palavra outra e a palavra pr√≥pria n√£o se configura. Esse movimento da palavra sempre altera, produz e exige alteridade. O contato entre duas ou mais pessoas sempre se d√° pela media√ß√£o s√≠gnica. Sem signo n√£o h√° contato entre sujeitos. E tamb√©m aqui √© necess√°rio dizer que os contatos n√£o se d√£o diretamente, mas sempre mediados pela linguagem. Dessa forma, todas as rela√ß√Ķes de alteridade s√£o rela√ß√Ķes s√≠gnicas, rela√ß√Ķes que se d√£o no mundo da linguagem, mediadas pelas palavras. Nesse livrinho as vozes que se ouvem mais fortes s√£o de alunos da disciplina Filosofia da Linguagem, ministrada no Programa de p√≥s-gradua√ß√£o em Ling√ľ√≠stica, da UFSCar. E agrade√ßo a cada um deles essa chance de termos conversado tanto sobre as possibilidades de nos colocarmos diante da vida, escutando!

Aproveite Também

-33%

ANCORAGENS: estudos bakhtinianos

Autor Jo√£o Wanderley Geraldi !@
Ano de Publicação 2015
P√°ginas 176
Tamanho 16 x 23
ISBN 978-85-7993-000-3

R$ 45,00 R$ 30,00

3x de R$ 10,00 S/ JUROS

Casos investigativos e rela√ß√Ķes com o saber no Ensino de Ci√™ncias

Welington Francisco. !@
ISBN 978-85-7993-481-0
Tamanho 14 x 21. 252 p√°ginas
1. Ensino de Ciências. 2. Casos investigativos e a Ciência. 3. Relação com o saber

R$ 35,00

-33%

Educa√ß√£o especial: reflex√Ķes sobre o dizer e o fazer

Autor F√°tima Denari !@
Ano de Publicação 2013
P√°ginas 303
Tamanho 16 x 23
ISBN 978-85-7993-174-1

R$ 45,00 R$ 30,00

3x de R$ 10,00 S/ JUROS