Pedro & João

Ir para o Conteúdo Principal »

Busca no Site

Você está agora em:

Documentação pedagógica: teoria e prática

Documentação pedagógica: teoria e prática

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

Documentação pedagógica: teoria e prática

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$30,00
Acrescentar itens ao carrinho
OU

Descrição do Produto

Apresentação (Trechos)

 

Temos, portanto, neste livro, uma polifonia de vozes que não apenas são investigativas em seus modos de compreender as crianças, a pedagogia e a escola, como também são muito propositivas. Este é um livro com caráter de iniciação a um mundo da pedagogia que muito nos orgulha, pois trata, com muito respeito, da escolha profissional que fizemos e nos convida a seguir trabalhando, investigando nossa atividade profissional, uma profissão ainda nova e pouco valorizada no mundo da educação. O texto fala de uma pedagogia do dia a dia, que se constrói a partir das ações e das práticas cotidianas , do seu registro, da análise e da reflexão que se faz a partir deste cotidiano que transborda vitalidade, alegria e memória.

     Uma outra pedagogia, uma pedagogia que cria vida, onde teoria e prática não se separam, assim como o saber e a experiência, o pensar e o fazer, o viver e o narrar. Esperamos que gostem tanto dele quanto nós e que suas indicações possam contribuir para a constituição de pedagogias democráticas, participativas e contextualizadas. Além disto, cremos que o livro também toca em duas importantes temáticas educativas, uma delas é da formação continuada dos professores e professoras. É certo que na formação inicial de professores/as sempre ficam lacunas, aprender junto aos colegas, organizar grupos de estudos, fazer pesquisa na escola é o modo mais adequado de construir novas pedagogias.

     As universidades, centros de pesquisa, secretarias de educação são pontos de apoio, mas sem professores/as desejosos/as de aprender, de investigar, de criar novas abordagens educativas não há como transformar hábitos de pensamento e ação, tão arraigados na escola, que incidem na exclusão das crianças (dentro ou fora da escola) ou na sua medicalização e na transformação da docência numa profissão da repetição, da cópia, do fazer sempre o mesmo e não da invenção e da criação.

     E a segunda questão é a da abordagem da didática. O século vinte construiu uma didática sequencial, linear, onde cada um dos elementos tem seu lugar na estrutura da organização do trabalho pedagógico. Começamos qualquer trabalho pedagógico com o planejamento estabelecendo objetivos, definindo os conteúdos, estratégias, avaliando o produto final, na década de 70, foi introduzido o feedback para mostrar certo movimento de retorno. Retornamos para começar na mesma ordem. Há uma sequência e independência entre os elementos que compõe a didática assim como o poder do planejamento e da decisão está centrada, especificamente, no/a docente.

     A documentação pedagógica cumpre o papel de uma outra forma de organização do trabalho pedagógico. Menos formal, não linear, mais interativa. A Documentação Pedagógica não é apenas uma “novidade” na pedagogia. Ela pode ser incluída no longo percurso histórico das pedagogias progressistas constituindo uma ruptura no modo como se realiza a didática hegemônica. A documentação pedagógica é um processo que inclui:

     • Vários atores e não apenas o/a professor/a no processo de reflexão, planejamento e decisão sobre os rumos educativo, portanto incita a mudança em algumas regras relativas aos lugares do poder ao propor o diálogo com as famílias e a comunidade;

     • Inclui a permanente escuta, observação, registro e compartilhamento do acontecido exigindo, permanente, a reflexão participativa;

     • O valor dado aos processos é tão grande quanto aquele destinado ao produto final. Se é que o produto final será, efetivamente, avaliado como tal;

     • O processo a ser realizado é continuamente planejado, executado e replanejado de acordo com sua significância. As trajetórias podem mudar e a singularidade de cada um tem lugar num processo coletivo;

     • O sentido das ações realizadas na escola é fundamental; todas as aprendizagens precisam ser contextualizadas e significativas;

     • Há um compromisso social, histórico e singular com a seleção do trabalho pedagógico, o tempo das crianças e dos/as professores/as tem muito valor.

     • Os processos pedagógicos formam as crianças como sujeitos e estudantes bem como os professores e as professoras como sujeitos e profissionais;

     • A experiência educacional constrói história pessoal e social, memória e possibilita a escolha de percursos de vida individual e em comum.

     Constituir no campo da didática uma virada, que desloque o eixo por onde se constitui toda a pedagogia escolar parece ser um grande desafio para o qual nos aponta a Documentação Pedagógica. Um convite. Um convite para repensar aprendizagem, pratica docente, função social da escola e muitos outros temas que fazem parte de nosso dia a dia educacional.

Informações Adicionais

Autor Suely Amaral Mello; Maria Carmen Silveira Barbosa; Ana Lúcia Goulart de Faria (Orgs.)
Ano de Publicação 2017
Páginas 132
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-438-4

Tags do Produto

Acrescentar suas Tags:
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.
 

Meu Carrinho

Você não tem itens no seu carrinho de compras.