Educação especial e educação inclusiva: teoria, pesquisa e prática PE242

Educação especial e educação inclusiva: teoria, pesquisa e prática

Ref.: PE242 Compra Segura

Rogério Drago; Michell Pedruzzi Mendes Araújo (Orgs.) !@

Educação especial e educação inclusiva: teoria, pesquisa e prática. São Carlos, Pedro & João Editores, 2018. 200p.
ISBN. 978-85-7993-513-8
1. Inclusão. 2. Inclusão Escolar. 3. Educação especial.
4. Educação inclusiva. 5. Autores. I. Título.
CDD 370

R$ 35,00

Escolha uma opção

Produto indisponível

Prefácio

 

 

Foi com entusiasmo e grande apreço acadêmico que recebi o convite para prefaciar este livro, generosamente apresentado a mim por seus organizadores. Fiquei entusiasmado não só pelo conteúdo abordado, mas pelo momento em que se dá a produção do livro, haja vista que, em 2018, completa-se uma década de vigência da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Assim, antes de qualquer outra observação, devo dizer que a coletânea é oportuna e instigante para os pesquisadores do campo, suscitando reflexões sobre os caminhos, os sentidos e os desafios do processo de inclusão escolar, decorridos dez anos de implementação dessa política em nosso país. Não bastasse isso, o conteúdo propriamente dito chamou minha atenção pela escolha dos temas e pelo diálogo que os autores e as autoras empreendem acerca da relação teoria e prática em seus trabalhos.

Ao longo dos capítulos, a pesquisa aparece, de fato, como mediação, isto é, como caminho que articula os dois polos da mesma realidade, evidenciando que a teoria é o signo que permite ler a prática, mas sem desconsiderar que esta também gera novos e múltiplos sentidos e significados àquela, como depreendemos do pensamento de Vigotski. E este é outra marca louvável da coletânea: perseguir uma aproximação à abordagem vigotskiana, com vistas a compreender o sujeito, particularmente aquele visto como partícipe do público-alvo da Educação Especial, enquanto ser histórico, cultural e, portanto, simbólico, repleto de possibilidades e “devires” em seu desenvolvimento ontogenético.

Reafirmo a eloquência dessa característica para a inteligibilidade do livro, haja vista ser cada vez mais difícil observar produções que se pautem pela coerência epistemológica, bem como depararmo-nos com coletâneas que preservam uma unidade temática. Por isso, “Educação Especial e Educação Inclusiva: teoria, pesquisa e prática” emerge como uma referência para a área em que se insere. O leitor se depara com um material intencionalmente organizado em duas partes, que lhe permitem, ao final, compreender os fundamentos, os fazeres e os dizeres sobre o processo de inclusão escolar.

Se na primeira parte prevalecem as discussões sobre bases legais, históricas e teóricas desse processo; na segunda, há um esforço dos pesquisadores em problematizar situações específicas nas quais esse processo tem se verificado na empiria, com as lentes da abordagem Histórico-Cultural. Merece destaque o fato de se dar visibilidade à inclusão escolar de sujeitos pouco visados nos próprios estudos do campo, como os estudantes com Síndrome Klinefelter, de Williams, de Noonan, dentre outras condições e necessidades educacionais especiais apresentadas. Nesse sentido, a coletânea é, também, inovadora, provocativa e sintonizada com as demandas da prática pedagógica da educação básica, apresentando, pela mediação da pesquisa, realidades presentes nas escolas brasileiras.

Para finalizar, lembro que Vigotski (1997)[1], na linguagem de seu tempo, insistia na necessidade de:

 

[...] vincular a pedagogia da infância deficiente [...] com os princípios e métodos gerais da educação social; encontrar tal sistema, que permita ligar organicamente a pedagogia especial com a pedagogia da infância normal. Aguarda-nos um grande trabalho criativo para reestruturar nossa escola sobre a base de novos princípios. Devemos esboçar as linhas básicas ou, para dizê-lo com mais exatidão, os pontos de partida para esse trabalho (VIGOTSKI, 1997, p.59, grifo meu, tradução minha).

 

Ouso dizer, pois, que os autores e as autoras desta coletânea caminham nessa direção, ao nos propiciarem o conhecimento de tais princípios basilares para se efetivar uma proposta de educação inclusiva, para todos, independentemente de sua condição orgânica. Em outras palavras, os textos que ora integram este livro permitem ao leitor o conhecimento dessas linhas básicas para o avanço – com sucesso e organicidade - da inclusão escolar em nosso país. Assim, o trabalho criador e criativo socializado nas páginas seguintes pode ser, doravante, um ponto de partida para (re)pensarmos os rumos da Educação Especial na perspectiva da educação inclusiva nos próximos dez anos. É esse o desafio que temos pela frente e a que igualmente nos instiga os capítulos divulgados neste livro. Uma boa e formAtiva leitura a todos(as)!

 

 

Giovani Ferreira Bezerra

 

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

 Naviraí, 16 de abril de 2018

 



[1]VYGOTSKI, L. S. Obras Escogidas. Madrid: Visor, 1997. Tomo V, Fundamentos de defectología. (Aprendizaje).

Aproveite Também

-29%

Educação especial e educação de adultos: temas para reflexão

Autor Maria Piedade Resenda da Costa (org.) !@
Ano 2017
Páginas 156
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-474-2

R$ 35,00 R$ 25,00

-22%

A construção da enunciação e outros ensaios [Volochínov]

Valentin Nikolaevich Volochínov !@
Ano de Publicação 2013
Páginas 273
Tamanho 16 x 23
ISBN 978-85-7993-169-7

R$ 45,00 R$ 35,00

3x de R$ 11,67 S/ JUROS

-33%

ANCORAGENS: estudos bakhtinianos

Autor João Wanderley Geraldi !@
Ano de Publicação 2015
Páginas 176
Tamanho 16 x 23
ISBN 978-85-7993-000-3

R$ 45,00 R$ 30,00

3x de R$ 10,00 S/ JUROS

PARA UMA FILOSOFIA DO ATO RESPONSÁVEL

Mikhail Bakhtin !@
Ano de Publicação 2017
Páginas 160
Tamanho 12 x 21
ISBN 978-85-79930-09-6

R$ 35,00

3x de R$ 11,67 S/ JUROS