Análise institucional: ensaios teóricos e relatos de experiências em instituições PE243

Análise institucional: ensaios teóricos e relatos de experiências em instituições

Ref.: PE243 Compra Segura

Vanessa Aparecida Alves de Lima (Org.) !@
Análise institucional: ensaios teóricos e relatos de experiências em instituições. São Carlos: Pedro & João Editores, 2018. 260p.
ISBN 978-85-7993-518-3
1. Análise institucional. 2. Psicologia institucional. 3. Autores. I. Título.
CDD – 150

R$ 40,00

Escolha uma opção

Produto indisponível

APRESENTAÇÃO

 

A Análise Institucional é a abordagem inicial necessária para a compreensão e o diagnóstico institucional com vistas a projetos de intervenção para discutir, problematizar e, se for o caso, propor modificações na organização e dinâmica institucional.

Instituições aqui compreendidas não só como aquelas formais, ou que os sujeitos identificam com um espaço físico, mas todas às quais os autores se sentiram dispostos a dirigir um olhar de análise.

Os capítulos apresentados, alguns como reflexão teórica, outros como análise da práxis, foram produzidos por estudantes de graduação e pós-graduação a partir da disciplina de Psicologia Institucional ministrada, na última década, em cursos de graduação e pós-graduação, na Universidade Federal de Rondônia e na Universidade Federal de Santa Catarina, Campus de Joinville.

Os autores procuram partilhar com os leitores, inquietações e implicações diante de algumas instituições, dirigindo às mesmas o olhar teórico da Análise Institucional.

Esta obra se propõe, portanto, a contribuir para a literatura da Análise Institucional no Brasil, estimulando a reflexão acerca do cotidiano institucional, especialmente no que diz respeito à autoanálise das implicações de seus atores, aqui, profissionais da psicologia, pedagogia e biologia, pois a Análise Institucional não está aí para ser utilizada apenas por psicólogos, mas por todos que se dispõem a esta reflexão e autocrítica.

Os capítulos que constam deste livro nos levam a compreender que a Análise Institucional e seus desdobramentos, as intervenções, os projetos interdisciplinares e outros, podem ser instrumento de ação transformadora para qualquer coletividade aberta a questionamentos diante de uma demanda cristalizada.

No Capítulo 1, Tribu’s Di Judha – Análise Institucional de uma religião ayahuasqueira amazônica, Rafaela Baratto Prestes, psicóloga, apresenta, através do histórico, da ideologia e da dinâmica entre seus líderes, as dificuldades para integrar interesses numa proposta doutrinária, de caridade e do sagrado, em uma religião ayahuasqueira amazônica. Também situa o leitor quanto à caracterização das demais religiões ayahuasqueiras amazônicas: Santo Daime, Barquinha e União do Vegetal, onde a infusão chá da ayahuasca, mais conhecido como chá de mariri, é importante foco de análise.

No Capítulo 2, Ana Lígia Oliveira de Freitas e Lorrine Soares Rodrigues, psicólogas, em THX 1138 (o filme), uma Análise Institucional, tomam o filme como uma instituição. Este filme foi o primeiro dirigido por George Lucas e, apesar de ser uma obra de ficção científica, as autoras o consideram deflagrador de atuais questões envolvendo a relação dos seres humanos e a tecnologia, seu uso e formas de controle. Embora seja um filme com mais de 40 anos, o tema é atualíssimo.

No Capítulo 3, Claudir Paulo Loch Junior e Luciano Sérgio de Sousa Guedes, psicólogos, apresentam A dinâmica institucional hospitalar a partir da análise do filme Patch Adams: o amor é contagioso, utilizando o filme dirigido por Tom Shadyac e estrelado por Robin Williams no papel de Patch Adam (baseado em fatos reais), para demonstrar a cristalização das relações nas instituições hospitalares, e a complexidade por que passam os processos de mudança do instituído em vista de uma proposta instituinte. A legitimação do saber científico sobre a doença se sobrepõe à identificação da complexidade do ser humano.

No Capítulo 4, Sérgio Murilo de Souza Filho, biólogo, apresenta um Projeto de Intervenção na geração de resíduos domésticos em condomínio residencial na Zona Sul de Joinville, SC, surgido a partir da observação do uso dos espaços reservados para o lixo orgânico e reciclável em seu prédio residencial, e utiliza a Análise Institucional para chegar à proposta de um projeto de intervenção.

No Capítulo 5, a pedagoga Flora Lima Farias de Souza, e as psicólogas Claudia Cabral Costa e Vanessa Aparecida Alves de Lima, empreendem Um olhar institucional sobre os universitários. Tendo vivenciado suas graduações e pós-graduações na Universidade Federal de Rondônia, refletem sobre as vivências do jovem e do adulto nesta instituição de ensino superior. Caracterizam o universitário como agente instituído, pois que submetido aos regulamentos e hierarquia institucionais, mas também instituinte, com suas ideias e ações transformadoras, como durante a greve de estudantes e ocupação da reitoria da UNIR, em outubro e novembro de 2011.

No Capítulo 6, Josiane Regina Monteiro da Rocha, pedagoga, apresenta uma Análise Institucional em clínica-escola de psicologia, de um curso de instituição localizada no sul do estado de Rondônia. Considerando um entendimento fundamental para a Análise Institucional, de que a realidade institucional não está dada, mas é produzida pelos agentes sociais, a autora aponta a necessidade de questionar sentidos cristalizados na instituição, notadamente a reprodução do modelo médico, refletindo brevemente sobre algumas de suas implicações e sobre um possível caminho de intervenção.

No Capítulo 7, Fernanda Bordalo Reis, pedagoga, em A burocracia e o trabalho do professor: reflexões sobre uma relação de parasitismo discute como a burocracia tem afetado o trabalho docente, apontando para uma relação de parasitismo institucional deste profissional, sendo um dos fatores que tem levado a carreira à proletarização e à perda do controle sobre o próprio processo de trabalho.

No Capítulo 8, Vanessa Milani Labadessa, psicóloga, faz a Análise Institucional de uma escola pública municipal com contribuições da psicologia escolar crítica, relatando sua experiência como coordenadora de estágio em Psicologia Escolar nas situações de análise e intervenção institucional, junto com seus orientandos, em uma escola pública de ensino fundamental e médio do interior do estado de Rondônia (RO). A autora analisa criticamente a instituição e sua atuação/implicação, tendo como pano de fundo a psicologia escolar.

No Capítulo 9, a pedagoga Deusodete Rita da Silva Aimi, realiza a Análise Institucional da sala de atendimento educacional especializado de uma escola pública de Vilhena, RO, descrevendo tensões que ocorreram a partir da implantação de uma sala de atendimento educacional especializado. A autora considerou a análise institucional significativa, já que a sala em questão, antes de trazer contribuições, causou desconforto aos membros do corpo docente, desde conflitos entre seus objetivos e expectativas de uso, até falta de formação específica para os responsáveis.

No Capítulo 10, Luanna Freitas Johnson, psicóloga, em Pró-Inclusão: uma instituição atravessada pela burocracia relata, desde sua fundação, o funcionamento do Programa Pró-Inclusão, da Gerência Inclusiva de um órgão gestor público, que tem como proposta constituir sistemas educacionais inclusivos, demonstrando como a burocracia pode ser nefasta para propostas sintonizadas com as necessidades educacionais contemporâneas.

No Capítulo 11, o psicólogo Ivan Augusto Daguani Guarache Leonardo e a pedagoga Marasella Del Cármen Silva Rodrigues Macedo, em A avaliação da aprendizagem escolar na perspectiva da inclusão: uma Análise Institucional fazem um ensaio teórico sobre a avaliação como instituição, apontando criticamente a característica de mensuração dos processos de avaliação educacionais. Os autores defendem a implantação de sistemas avaliativos que considerem o conhecimento dos indivíduos nos quesitos que tenham significado para seu cotidiano.

 

Esperamos que estas reflexões gerem inquietações e outras análises institucionais.

 

Vanessa Aparecida Alves de Lima

Organizadora

Aproveite Também

Surdocegueira: estudos e reflexões

Autor Maria da Piedade Resende da Costa & Rosemeire de Araújo Rangni [Org] !@
Ano de Publicação 2016
Páginas 152
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-298-4

R$ 30,00

3x de R$ 10,00 S/ JUROS

Saberes e práticas docentes no enfrentamento da (in)disciplina escolar

Antônio Igo Barreto Pereira !@
14 x 21 - 204 pág.
ISBN. 978-85-7993-445-2
1. Disciplina escolar. 2. Comportamento dos alunos. 3. Trabalho docente. 4. Autor.

R$ 35,00

O discurso do conflito materializado no MST: a ferida aberta na nação

Lucília Maria Abrahão e Sousa !@
ISBN. 978-85-7993-471-1
229 páginas
1. Estudos do discurso. 2. Análise do Discurso francesa. 3. Discurso da luta pela terra. 4. O discurso do MST

R$ 50,00

-20%

Um ser expressivo e falante. Refletindo com Bakhtin e construindo uma leitura de vozes.

Autor Valdemir Miotello e outros !@
Ano de Publicação 2013
Páginas 182
Tamanho 14 x 21
ISBN 978-85-7993-162-8

R$ 25,00 R$ 20,00

3x de R$ 6,67 S/ JUROS